Como jogar RPG com mapas e miniaturas?

E aí, tudo bem? Recentemente vi algumas pessoas perguntando, em comunidades de RPG no Facebook, sobre como poderiam usar miniaturas e mapas em suas sessões de RPG. Resolvi tentar ajudar os iniciantes escrevendo um pouco sobre o assunto, dando dicas sobre como usar essas ferramentas em suas mesas e apresentando alternativas gratuitas para quem não pode comprá-las.

Mapas e miniaturas são elementos que sempre estiveram ligados ao RPG. Pelo menos ao pai de todos, o Dungeons and Dragons, e a suas cópias seus seguidores. No início eles eram elementos opcionais, que ajudavam a orientar mestres e jogadores no combate, mas desde a terceira edição eles são obrigatórios. Sim, obrigatórios. A minha mesa jogou por muitos anos sem usar mapas e miniaturas, mas não era a melhor maneira de jogar a terceira edição do D&D. Ataques de oportunidade, áreas de ameaça e movimentação forçada são elementos mecânicos que são feitos para uma mesa que utilize mapas e miniaturas.  

 
Tá, e quais jogos disponíveis no Brasil atualmente que necessitam de mapas e miniaturas? D&D 4ª edição e Savage Worlds necessitam muito do auxílio visual de mapas e miniaturas. Old Dragon e Tormenta RPG não exigem o uso dessas ferramentas, mas se você as utilizar seu jogo só tem a ganhar.
 
E quais os mapas que eu posso usar na minha mesa?
 
MAPAS
 
Opção de mapa #01 – Dungeon Tiles (Custo Moderado)
 
 
Eu tenho que confessar: os dungeon tiles são incrivelmente legais e depois de você comprar o primeiro conjunto ficará viciado nisso. Sério. Os tiles são conjuntos modulares e temáticos de peças de mapas descartáveis, feitas com um papel incrivelmente resistente, e que permitem que seu proprietário seja capaz de montar diversos mapas com suas peças, limitado apenas pela sua criatividade.
 
Existem tiles de quase tudo: dungeons, torres arcanas, tavernas, pântanos, gelo, deserto, castelos, sobterrâneo e etc. São duas categorias de tiles, os Master Set (super caixas contendo 10 folhas de tiles) e os dungeon tiles normais (contém 6 folhas de tiles). Eu recomendo que você compre no Book Depository, pois lá eles são baratinhos (média de $13) e vêm pro Brasil com frete grátis.
 
PS: Uma unidade do Master Set é suficiente, mas caso você queira criar mapas enormes, considere comprar duas unidades dos tiles normais.
 
 
Opção de mapa #02 – Dwarven Forge/Cenários da Kimeron Miniaturas (Custo Alto)
 
 
Particularmente é uma opção que não me agrada, mas é uma opção disponível no mercado. A ideia é parecida com os Dungeon Tiles, mas é focada quase que exclusivamente em dungeons. São peças 3D de masmorras que você pode usar para construir seu cenário. Você tem paredes, barris, baús e portas, tudo em três dimensões e a sua disposição.
 
Eu particularmente não gosto desta opção pelo espaço que ela ocupa, na mesa e na sua casa, e pelo preço. É muito mais caro do que todas as outras opções e é muito mais restritiva. Você não poderá criar florestas, deserto e outros ambientes naturais, como pode fazer com as outras maneiras. Se você quiser conferir melhor esta opção, entre no site da Kimeron (que é brasileira e vende miniaturas e peças 3D com um preço bem justo) e confira os preços e peças que eles possuem.
 
Opção de mapa #03 – Map Pack (Custo Moderado)
 
 
Conjuntos temáticos de mapas prontos para serem utilizados na sua mesa. Em cada conjunto (que em geral sai por uns $10) vêm folhas, que em geral possuem um mapa na frente e outro no verso. Os mapas são incríveis e já têm todas as marcações para movimentação de personagens. 
 
Eu gosto bastante desses mapas, mas eles possuem um defeito: depois de usar uma vez, fica muito difícil você utilizá-lo na mesma campanha, já que eles não são personalizáveis como os tiles e masmorras 3D.
 
Quer conhecer melhor esta opção? Assistam este vídeo feito pelo Marcelo lá na Terceira Terra. Vocês poderão ver o unpacking e comentários dele sobre cada um dos mapas.
 
Opção de mapa #04 – Mapas Manuais (Custo Baixo)
 
 
Esta é uma das melhores opções para mapas customizadas. Você pode fazer o cenário como quiser e gastando muito pouco. Basicamente vai precisar de papel e pilotos para quadro branco (é assim que chamamos aquelas canetas para quadro branco aqui na Bahia). Não tem piloto? Use as canetas hidrográficas da sua irmã mais nova. Não tem irmã mais nova? Ah, então vá comprar as coisas, com menos de R$ 10 você compra tudo com certeza.
 
Você precisará do grid em branco, com os quadrados de uma polegada que você mesmo pode fazer até no Paint. Você o usará para desenhar os seus mapas. Não é necessário saber desenhar, qualquer um consegue fazer um, desde um bem simples, até um mais complexo. Para ajudar nisso recomendo este post do grande mestre Chris Perkins. 
 
Foto da minha mesa 1
 
Foto da minha mesa 2
Opção de mapa #05 – Grid da Redbox (Custo Baixo)
 
 
É um grid pequeno, que já apresenta uma aparência base (dungeon, taverna ou área selvagem) e que serve para você desenhar em cima e apagar depois. É bem parecido coma opção acima. Particularmente eu não gosto desse grid, porque acho ele pequeno, e para fazer um mapa grande você precisaria de várias cópias. Além de que a área selvagem é ainda menor e rapidamente se torna manjada pelos jogadores. Se você ficou interessado pode comprar aqui.
 
MINIATURAS
 
Opção de miniaturas #01 – Miniaturas importadas (custo alto)
 
 
De longe é a opção mais legal e cara de todas. As miniaturas são de plástico e já são vendidas pintadas. Existem uma cacetada delas, do comum goblin ao ameaçador dragão vermelho colossal. Você pode comprar os boosters, onde as miniaturas são aleatórias, comprar as caixa temáticas (drow, orcs e etc) ou ainda comprar as miniaturas individualmente em lojas como Miniature Market e Troll and Toad
 
Você até encontrará pessoas vendendo estas miniaturas aqui no Brasil, mas a grande maioria é exploradora e as vende por um preço absurdamente fora do valor de mercado. Fique atento.
 
Opção de miniaturas #02 – Miniaturas nacionais (custo alto)
 
 
O pessoal da Kimeron tem feito um excelente trabalho com miniaturas. Eles produzem miniaturas, principalmente de personagens, feitas de liga metálica e já pintadas. As miniaturas seguem o mesmo padrão de tamanho das importadas e são totalmente compatíveis com as gringas. Você pode comprar uma miniatura de personagem por, em média, R$ 5. Bem barato, né? Por esse preço você nem faz um lanche da rua.
 
A Redbox também vende as miniaturas da Kimeron, mas as vende em caixas temáticas e elas não vêm pintadas, para lembrar como eram as miniaturas de antigamente e também incentivar que os jogadores pintem as suas próprias miniaturas.
 
Quer ver um pouco melhor como são essas miniaturas nacionais? Veja este vídeo que o Rafael Beltrame fez mostrando as minis.
Opção de miniaturas #03 – Miniaturas de papel (custo moderado)
 
 
Basicamente existem duas opções neste quesito: a alternativa da Wizards e a alternativa da Paizo. A Wizards apostou na horizontalidade dos tokens, que são feitos do mesmo material dos Dungeon Tiles, e a Paizo apostou em bases plásticas e miniaturas verticais. O que é comum a ambas as soluções é o preço baixo e a capacidade de você comprar um único produto e ter praticamente todas as miniaturas que precisará em sua vida.
 
Eu recomendo que você compre a caixa Monster Vault, da Wizards, ou o Pathfinder Beginner Box, da Paizo. Com ambas as caixas você terá todos os monstros que precisará por muito tempo. Eu tenho o Monster Vault e tenho uns 9 orcs, 2 trolls e mais uma porrada de monstros, sempre em uma quantidade legal e adequada para suas aventuras.
 
Opção de miniaturas #04 – Miniaturas personalizadas (custo baixo)
 
 
Esta é uma opção bem mais barata. Tudo o que você precisará fazer é conseguir os arquivos de imagem contendo as minis e depois fazer a impressão dos mesmos (numa gráfica, de preferência). 
 
Você mesmo pode aprender a fazer as suas minis, como ensina esse tutorial do excelente blog Calabouço do Medonho, ou utilizar miniaturas já prontas que você encontra pela internet. Eu recomendo essas aqui, feitas pelo Tio Nitro lá do Nitro Dungeon.
 
 
Opção de miniaturas #05 – Miniaturas improvisadas (custo baixo)
 
 
As miniaturas servem apenas como um auxílio visual para o seu jogo, não se esqueça disso. Sendo assim, você pode usar o que quiser como uma miniatura. Use peças de xadrez, geloucos, dados e qualquer outra coisa que sua imaginação bolar. O importante é que sua aventura seja massa e que você e seus jogadores se divirtam com ela. O resto não é realmente importante.
__________________________________________________
 
Enfim, acho que este pequeno guia pode ajudar iniciantes e até mesmo veteranos a decidirem como montarão suas mesas a partir daqui, certo? Me contem o que acharam deste post abaixo.
Anúncios

Um comentário sobre “Como jogar RPG com mapas e miniaturas?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s