Reporte de Sessão – Star Wars (Savage Worlds) #01

 


Iniciei minha campanha de Star Wars usando como sistema base o Savage Worlds. Quase que de última hora a minha mesa, que já tinha seis jogadores, ganhou mais dois: a minha noiva e o sobrinho de seis anos de Marcus, nosso anfitrião. Foi uma mega sessão que começou às 14 horas e só terminou 22:30! Foi tão longa porque resolvemos ambientar alguns jogadores, que NUNCA tinha assistido Star Wars, vendo o Episódio III, tendo em vista que a minha campanha se passa no período conhecido como Dark Times. Este reporte de sessão é inspirado no excelente formato dos reportes do, igualmente excelente, Rolando 20


O Grupo

  • Obar Skyr, Kel Dor padawan;
  • Lay-Ser, um youngling humano;
  • Sey-Lah, um clone trooper que fugiu à programação;
  • Porthus, um clone trooper que fugiu à programação;
  • Durin, Duro capitão da Nebula-6;
  • “Dominatrix”, uma Zeltron assassina;
  • Hephay’Thuss, Besalisk mecânico e co-piloto da Nebula-6;
  • Kun’Anur, um nobre humano que, com o fim da República, financia a Nebula-6. ESTE PERSONAGEM MORREU.
Uma das fichas personalizadas que fiz para os personagens da mesa, em breve posto o resto.
A Nebula-6: Uma YT-1300, nave cargueira de pequeno porte e isso a torna perfeita para a pirataria espacial! Ela é grande o suficiente para comportar cargas razoáveis e ágil o bastante para escapar de situações potencialmente perigosas. Cada YT-1300 é única, sendo modificada (muitas vezes ilegalmente) por seus donos e a Nebula é um exemplo disto: atualmente ela está em sua sexta versão de upgrades e reconstruções, tendo em vista desastres anteriores.

  


A Missão: Como o intuito desta primeira sessão era ambientar os jogadores no universo de Star Wars eu criei um plot inicial muito simples e que já mostrasse o clima que se instaurou na galáxia após a queda da República: a Nebula-6, uma nave de criminosos espaciais, seria interceptada por um Star Destroyer e os personagens precisariam lidar com isso. Simples, mas já rendeu uma sessão e tanto.

CENAS


Interceptados: Buscando fugir do ambiente extremamente desfavorável para piratas espaciais, que foi gerado a partir da queda da República e da criação do Império Galático, a tripulação da Nebula-6 resolver sair do núcleo da galáxia e aguardar a poeira abaixar. Tudo corria muito bem, até que foram interceptados por um Star “fucking” Destroyer!

Um peixe fora d’água: Dentro do Star Destroyer a tripulação descobriu que se tratava apenas de uma inspeção, ordem do Império Galático que buscava refugiados da antiga República, especialmente Jedis. Kun’Anur resolveu tomar a frente e soltar uma série de bravatas em cima dos oficiais que vistoriavam a Nebula-6. Infelizmente o jogador meteu os pés pelas mãos na hora de soltar essas bravatas (não é só rolar o dado não rapá!) e uma imensa confusão foi gerada, envolvendo 20 Stormtroopers e a tripulação da Nebula-6.

Um Padawan vs treze Stormtroopers: A porradaria comeu solta! Os personagens partiram para cima dos oficiais e Stormtroopers que responderam com muitos tiros de blasters. O Padawan Obar Skyr roubou a cena, derrubando 6 Stormtroopers usando a Força e refletindo 14, sim QUATORZE, tiros dos troopers restantes, abatendo TODOS em UM “fucking” turno. Infelizmente ele mostrou que ainda não é um Cavaleiro Jedi, pois foi atingido e teve que ser carregado por Sey-Lah para dentro da Nebula-6.

Uma fuga épica: Choviam tiros de blasters em cima da tripulação da Nebula-6, que, com um excepcional trabalho em grupo, conseguiu se proteger e alcançar a nave bem a tempo do piloto Durin ativar o Hyperdrive em tempo recorde e salvar o traseiro de todos. Por pelo menos mais um dia…

Minhas Observações:


  1. Caramba como esse sistema é simples! E o melhor de tudo é que ele não deixa de ser complexo. Senti que o Savage Worlds faz um balanço muito bom de simplicidade e complexidade que casou muito bem com a minha mesa.
  2. Ninguém da mesa tinha conhecimento das regras do Savage Worlds e ainda assim em menos de 20 minutos todos já sabiam praticamente tudo das regras, que são muito intuitivas.
  3. Usei como base para o meu RPG a adaptação gringa de Star Wars para Savage Worlds, mas fiz várias alterações para deixar mais com a minha cara de mestrar. Funciona e eu recomendo a quem interessar que baixe esse suplemento.
  4. O padawan defletindo vários tiros foi muito épico in-game e foi extremamente funcional off-game, a mecânica dos jedis está bem redondinha nesta adaptação e consegue emular o clima mais aventuresco que se vê na série animada Star Wars – The Clone Wars.
  5. A fuga do Star Destroyer era quase impossível, pela situação que os próprios jogadores geraram, chamando a atenção de MUITA gente lá dentro, portanto eu falei pro piloto, que ia tentar ativar o Hyperdrive, que ele precisaria de pelo menos uma ampliação no teste de pilotar dele para executar tal feito. Ele conseguiu SEIS ampliações, em uma cagada muito grande nos dados, e executou uma peripécia de botar inveja no Han Solo! 
  6. Notal mental: dados que explodem dão um sabor todo especial para o jogo.


PS: Pessoal, meu PC deu pau e até lá fica complicado de escrever pro blog, mas farei o possível para voltar a escrever para vocês o mais breve possível. Cobrem de Felipe Antunes, que começará a escrever aqui no blog, que ele publique posts logo, afinal é ele quem está mestrando TRPG para o nosso grupo atualmente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s